(11) 9 9182 1221 contato@felicitafesta.com.br
Festa linda tema Mickey e sua turma
15 de maio de 2017

A Festa Mickey e sua Turma foi realizada com grade sucesso. Montamos uma linda mesa personalizada com doces decorados e personalizados no tema.

O Buffet com comidinhas foi servido para 100 pessoas entre adultos e crianças.

 

 

p_liana_3anos_5fev2017-4

 

Festa Tema Mickey 2

Festa tema Mickey1FESTA3FESTA4festa5festa6

 

 


Calculando a sua festa
10 de outubro de 2016

brigadier-944889

 

Para organizar uma festa com sucesso é preciso calcular a quantidade certa de comida e bebida necessária para atender adequadamente a todos os convidados e isso inclui as sobremesas. Embora os cálculos dependam do tipo de festa, no geral, há algumas regras que devem ser obedecidas.

Para você preparar o cardápio e definir as quantidades de doces a serem servidos, você primeiro deverá fazer uma previsão de quantas pessoas participarão da sua festa.Normalmente, calcula-se que 30% dos convidados não comparecem ao encontro. Parece muito, mas não é, por isso para garantir que não terá uma festa vazia, convide sempre 30% a mais.

Depois, devemos considerar que a quantidade de doces irá variar em função do horário da festa e do público previsto. Por exemplo, em um churrasco durante o dia, as pessoas geralmente comem muita carne e consomem bebida alcóolica, o que diminui o consumo de sobremesas. Já numa recepção, num dia de semana, somente com salgadinhos, o bolo vira o prato principal.

Se você quer economizar, não exagere na quantidade de sabores e tipos! Quanto mais opções disponíveis, mais as pessoas irão comer e até desperdiçar… A maioria vai querer experimentar um pouquinho de cada coisa. Se você pudesse escolher entre um pedaço de bolo de chocolate e de bolo de chocolate branco não ia querer os dois?

Outro detalhe é que, em geral, mulheres e crianças comem mais doces que homens e para calcular a quantidade de comida, você deve contar 2 crianças como 1 adulto.

Abaixo, sugestão de quantidades de consumo:

* Docinhos – consumo de 5 ou 6 por pessoa
– Quando são servidos depois da sobremesa, calcula-se 3 por pessoa
– Sem sobremesa calcula-se de 5 a 6 docinhos por pessoa
– Os docinhos obedecem ao mesmo cálculo dos salgadinhos
– Não é uma festa de criança, mas doces com chocolate, ovos e nozes não podem faltar. Escolha entre 4 a 8 tipos.

* Bolo – consumo de 100g a 150g por pessoa (se a festa tiver muitos doces, calcula-se 100g)
– bolo para um jantar com sobremesa é de mais ou menos 60grs por pessoa, já para um evento sem sobremesa é de 100grs por pessoa.
– Bolo com sorvete 1 kg para cada 12 pessoas, sorvetes 2 litros para cada 8 pessoas

* Bem Casado – 2 ou 3 por pessoa
– Seja sincera, você resistiria a um pequeno embrulho, decorado com um fita linda, sabendo que, ao abri-lo, você encontraria um doce de dar água na boca? Pois então, seus convidados também não resistirão.
Neste caso, a história do “um para cada um” fica só na teoria; na prática.

* Frutas – 150 gramas por pessoa

* Sobremesas – 1 por pessoa
– As sobremesas são mais difíceis de serem calculadas, porque umas costumam fazer mais sucesso que as outras. O ideal é fazer com que cada sobremesa dê para todos os convidados.

* Sorvetes – 1 bola por pessoa (Aproximadamente 150 gramas)

* Canapés – 4 a 5 ou 12 a 15 por pessoa
– Eles podem até enganar a fome, mas não são feitos para empanturrar ninguém, por isso, de 4 a 5 unidades por pessoa está de bom tamanho se houver salgados.
– Canapés e salgados quentes 12 a 15 unidades por pessoa se não houver salgados
– Escolha pelo menos cinco opções e dê preferência aos patês e canapés de carpáccio ou salmão, que são leves e não têm quase nada de gordura.

* Salgadinhos – 12 a 15 ou 15 a 18 por pessoa
– Salgados quentes 12 a 15 unidades por pessoa acompanhados de canapés
– Quando servimos somente coquetel, deve-se contar de 15 a 18 salgados por pessoa
– Se servimos um prato quente com o coquetel, esta quantidade diminui para 12 a 15 salgados por pessoa
– Se houver jantar completo, calcula-se uma média de 6 a 8 salgados por pessoa.
– Disponha de 12 tipos de salgadinhos para um coquetel ou de 5 tipos para o aperitivo de um jantar, calculando 4 por pessoa

* Coquetel de longa duração 12 unidades por pessoa
* Coquetel de curta duração 6 a 8 unidades por pessoa

* Sanduíches
– 1 metro de sanduíche cada 6 pessoas
– Mini-sanduíches 8 por pessoa
– Sanduíches 2,5 por pessoa

* Queijo e Vinho
– Queijos e frios 150g por pessoa
– Pão 50 g por pessoa

* Entradas e Pratos Quentes 1
– Aqui não tem conversa, a conta é “um por um”, ou seja, o número de convidados multiplicado pelo de pratos.
– Sem exageros, a melhor combinação ainda é: entrada + massa + carne.

* Vegetais – 150 gramas por pessoa

* Arroz – 50 gramas por pessoa
– Quando cozido o arroz triplica o seu peso, ou seja, 50 gramas de arroz cru são equivalentes a 150 gramas de arroz cozido.

* Massas 150 a 200 gramas ou
– Calcule de 150 gramas de massas por pessoa, se for servi-lá como acompanhamento.
– Calcule de 200 gramas de massas por pessoa, se for servi-lá como prato principal.
– Massa seca 100g por pessoa
– Massa recheada 150 g por pessoa

* Camarão – 70 gramas por pessoa
– Separe 70 gramas de camarão graúdo para cada pessoa (cerca de 7 unidades).

* Carne e Peixes – 200 gramas ou
– Carne 180g. a 200g. por pessoa em um almoço ou jantar onde haverá outros pratos
– Ave 180 g. a 200g. por pessoa em um almoço ou jantar onde haverá outros pratos
– Prato de peixe 250g por pessoa

* Churrasco – 300 gramas por pessoa


Júlia ganha festa no tema Hulk
18 de julho de 2016

“Ela é educada de forma a ser uma menina empoderada, feminista e ciente dos seus direitos e deveres. Não restringimos nada que ela deseje em relação ao seu sexo. Ela brinca do que quiser e como quiser. Dessa forma, ela gosta de rosa e azul. Gosta da Frozen e do Hulk”, contou Yuska

13621610_10210006582951272_1010684469_o-700x1050IMG_20160718_174419

 

A mãe da pequena Júlia de 4 anos conta que toda vez que a filha chega da escola ou de qualquer outro lugar se queixando porque um amiguinho não quis deixá-la brincar no meio dos meninos, ela a encoraja.

A mãe fala para ela retornar à brincadeira e mostrar para os amiguinhos que ela pode brincar do que ela quiser, e que não há brincadeiras de meninas e meninos.

Na festinha dela, é claro que não faltou convidado olhando torto para a temática escolhida por Júlia. Ainda bem que a felicidade da aniversariante foi tamanha que nada estragou a festa “Ela ficou imensamente feliz com a sua festa e acreditamos que dessa forma também ajudamos a outros pais desmistificarem esses paradigmas e ampliarem mais suas ideias e conceitos” disse a mãe.

 


Macarons. O docinho que é um luxo!
10 de abril de 2016
macarons
Muita gente acha que o macaron nasceu na França mas foi criado na Itáia, em Veneza, no século VIII. Seu nome vem da palavra maccherone, que quer dizer massa fina em italiano. No século XVI, o macaron foi levado para França pela corte de Catarina de Médicis, quando ela se casou com Henry II, mas a receita era mantida em segredo, apenas para nobreza.

As primeiras que fizeram o doce na França foram as irmãs carmelitas do convento Saint-Sacrement, em Nancy. Após a revolução francesa passaram a produzir macarons fora do convento e as freiras ficaram conhecidas como “Irmãs Macarons”. Até hoje, na cidade de Nancy existem macarons como eram produzidos naquela época.

Inicialmente servido como um pequeno biscoito fino, o macaron recebeu a sua versão final, como conhecemos hoje, no início do século XIX. O patisseur Pierre Desfontaines – da famosa Ladurée, de Paris – juntou os dois biscoitos, colocando cremes deliciosos entre eles. De lá para cá, os macarons ganharam novas cores e sabores.

Podem substituir lembrancinhas ou até mesmo decorar as festas infantis
Tente fazer isto em casa!
Ingredientes

  • 125g de farinha de amêndoas (se não encontrar pode ser farinha de castanha de caju)
  • 200g de açúcar de confeiteiro
  • Claras de 3 ovos
  • 3 colheres (sopa) de chocolate em pó
  • 30g de açúcar refinado
  • 20 gotas de corante vermelho
  • 5 gotas de corante verde

Recheio

  • 1 colher (sopa) de manteiga
  • 130 g de chocolate em barra ao leite
  • 3 colheres (sopa) de nata
Como fazer

  1. Misture a farinha de amêndoas, o açúcar de confeiteiro e o chocolate.
  2. Passe a mistura por uma peneira para obter um pó fininho, reserve.
  3. Aqueça as claras no microondas por 30 segundos, mexa, veja se perdeu um pouco da viscosidade, se necessário coloque por mais 30 segundos até deixar morninho.
  4. Só tome cuidado para não deixar cozinhar.
  5. Coloque as claras numa batedeira, bata até formar claras em neve depois misture aos poucos o açúcar refinado.
  6. Quando formar um creme firme acrescente o corante misturando bem.
  7. Desligue a batedeira e acrescente a mistura que você peneirou aos poucos misturando com um batedor.
  8. Quando tiver bem homogêneo coloque a massa num saco de confeiteiro.
  9. Pegue uma forma forrada com papel manteiga e untada com farinha e manteiga, esprema o saco de modo que sejam dispostas na forma 40 bolinhas, macarons.
  10. Deixe descansar por 20 minutos, as bolinhas ficarão achatadas e devem ter aproximadamente 2 cm de largura cada, não esqueça de deixar um espaço entre cada macaron.
  11. Leve ao forno pré-aquecido a 170 graus por aproximadamente 15 minutos, sendo que deve se deixar o forno entre aberto com uma colher de pau nos últimos 8 minutos.
  12. Deixe esfriar os macarons.
  13. Caso fique difícil de tirá-los da forma sem quebrá-los, umedeça a forma com um pouco de água para que o papel manteiga absorva essa água soltando mais facilmente os macarons.

Recheio

  1. derreta o chocolate no microondas, leve os ingredientes do recheio ao fogo baixo misturando bem até formar um creme liso.
  2. Recheie uma face do macaron e feche com outro macarron como se fosse um biscoito recheado.
Obs: caso alguém possua Silpat, usar no lugar do papel manteiga

blog.: Panelinha

 

Categorias:Comidas, Festinhas

Festa Infantil Vegana
20 de novembro de 2015

O ANIVERSÁRIO DO JÓNSI

Aqui no blog, pretendo postar alguns dos aniversários incríveis que aparecem lá no grupo “FESTA INFANTIL ECOLÓGICA” do Facebook…
Este aniversário abaixo me encantou! Tanto pela preocupação em refletir valores da família, quanto pela preocupação em ser uma festa TOTALMENTE adaptada para o filhote, JÓNSI…
A festa aconteceu em SALVADOR, a decoração foi feita por duas amigas da mãe do Jónsi e ela mesma cuidou de todo o cardápio e da confecção da lembrancinha: um livrinho com receitas veganas!
Abaixo, um texto escrito pelos pais do aniversariante, sobre os preparativos…e as fotos da festa, para encantar a todos vocês!

A festa vegana do Jónsi

Brigadeiro, bolos, tortas, patês diversos e até “pão de queijo” e “hambúrguer”. O cardápio vegano da festinha de um ano de Jónsi ganhou traços especiais com o planejamento visual e as belas imagens captadas pela fotógrafa Paloma Oliveira. Tudo isso recheado com um bom papo e, claro, a ótima companhia da família e dos amigos. Mas a história da festa vegana começou muito antes do 6 de junho, data do primeiro aniversário de nosso filho. Vamos voltar algumas semanas no tempo.

E dá-lhe pesquisa na internet. Receita disso, receita daquilo. As semanas anteriores à festa pareciam mais uma espécie de processo seletivo dos alimentos. Pois, se a festa é para um bebê, e se os pais são vegetarianos, não há sentido em permitir a entrada de animais mortos nem o abuso de açúcar e sal. E de toda essa pesquisa nasceu a lembrancinha que os convidados do aniversário, cerca de 30, levaram para casa: um livrinho de receitas veganas.

Com a ajuda do mundo virtual e de amigos reais, surgiram os primeiros testes: o pão de queijo sem queijo, logo de cara, foi aprovado. Delicioso, fácil de fazer e difícil de parar de comer. Até podia ser só de polvilho (garanto que muita padaria nem usa queijo), mas o aipim por dentro da massa deu um belo toque. Junto com o hambúrguer de soja, nosso velho conhecido dos almoços em casa, formaram a mesa dos salgados, que ainda teve pães e diferentes tipos de patês.

O desafio maior parecia ser o bolo sem açúcar. Ah, para, já não basta bolo sem leite, sem ovos, agora sem açúcar? É! Sem açúcar e, surpresa, com sabor. De cacau em pó, de ameixa, de passas. E o melhor: aprovado pelo Jónsi, o verdadeiro dono da festa – ainda que ele nem soubesse disso.

Mas festa de criança tem que ter brigadeiro, beijinho, esses doces que, logo pensamos, carregam no leite condensado. Ok, existe o leite condensado vegetal que usamos para o brigadeiro. Para os outros docinhos, a aveia e o leite de coco, ainda um pouco desconhecidos para paladares onívoros, deram forma. Ingredientes que são fáceis de achar na maior parte das cidades.

E a bebida? Vegetariano “pode” beber cerveja, vinho, caipirinha, né? Sinceramente, não sei. Mas um bebê, tenho certeza que não. Nem refrigerante. Nem suco de caixinha. Então, lá vamos nós, com a ajuda dos amigos, preparar suco natural de maracujá, de melancia e de umbu.

Enquanto a mamãe esquentava as panelas e o papai e família esquentavam o colo de tanto carregar o bebê (poderia ser o contrário, também), nossa amiga fotógrafa e a dinda cuidavam do visual. Tinha que ter muita árvore, muito bichinho, muita fruta e verdura. Porque, afinal de contas, é do que gostam Jónsi e os papais. E assim a parede e o bolo principal ganharam a companhia de passarinhos; a toalha de mesa trazia frutas numa roupagem um tanto retrô; e nosso amigo pintor levava para a festa um belo quadro com galhos de árvore à espera de folhas que seriam pintadas pelos convidados. E foram!

Lá pelas oito e meia da noite, cantamos os parabéns. É que a estrela da festa resolveu tirar um belo cochilo no final da tarde. E os amigos e familiares iam embora deixando suas impressões para nós. Eram frases como “o beijinho tava ótimo”, “quero a receita desse hambúrguer” ou “pão de queijo sem queijo? Que massa!”. Soavam bem mais animadoras que previsões do tipo “não vai dar certo esse lance de festa sem bebida alcoólica”, “criança gosta de refrigerante” ou “os convidados vão ficar sem comer uma carninha ou um queijinho?”.

Quer fazer uma festa “diferente” para seu filho? Ah, você vai ouvir bastante, especialmente daquela ala da família mais conservadora, para quem crianças vivem de açúcar e adultos vivem de churrasco e cerveja. Mas a beleza, o paladar, a boa reação dos convidados e os melhores sentimentos da própria família e dos amigos o farão esquecer das diferenças culturais. E celebrar, com gosto, o primeiro de muitos anos de seu bebê.
jonsi22

jonsi23

jonsi19

jonsi14 (1)

jonsi13

jonsi12

jonsi11

jonsi2

jonsi6

Fotos PALOMA OLIVEIRA: http://www.palomaoliveira.com/

Lembrancinhas

jonsi20 (1)

Bom, para você que ficou com água na boca vendo estas fotos, a ANALU, mãe do Jónsi, decidiu compartilhar algumas das receitas dos doces para os que se interessaram pelo cardápio:
DOCE DE ABACAXI TIPO BEIJINHO

Ingredientes:
Meio abacaxi, descacado e picado.
4 colheres de açúcar orgânico cristal
100 gramas de coco ralado.

Preparo
bata no liquidificador o abacaxi e o açucar. Cozinhe, sempre mexendo até obter uma consist?ncia de calda. Quando esfriar junte o coco e misture.
Forme as bolinhas e polvilhe com coco ralado ou açucar cristal
Rendimento 25 a 30 docinhos

BEIJINHO 

INGREDIENTES
– 200 ml de leite de coco
– 3/4 xícara de coco ralado
– 1/2 xícara de leite de soja
– 3/4 de xícara de de açúcar cristal
– 1/2 colher de café de cravo e canela em pó (opcional)
– 1 pitada de sal

MODO DE PREPARO
Bata todos os ingredientes no liquidificador ou use o processador, até obter uma mistura cremosa. Leve ao fogo baixo, mexendo sempre até soltar da panela. Deixe esfriar, faça as bolinhas ou despeje em copinhos, passe no coco ralado e enfeite com um cravinho ou enrole no açúcar cristal

BRIGADEIRO DE SOJA
1 lata de leite condensado de soja (soyamilk ou a linha Batavo Naturis Soja) entre outros no mercado
3 colheres de sopa de cacau, não usar achocolatado pois pode conter leite
1 colher de sopa de margarina vegetal (sugestão Becel) ou de gordura de palma
Chocolate granulado (pode ser usado o chocolate da Dori, pois são feitos de cacau)

Bolo Principal da festa
http://www.cantinhovegetariano.com.br/2013/05/bolo-de-chocolate-com-beijinho-de.html

Bolo de cacau sem acucar
http://universoalimenotosamigos.blogspot.pt/2013/05/bolo-de-cacau-sem-acucar.html

Creme de maçã e ameixas
Este creme pode ser consumido puro, como acompanhamento ou recheio em sobremesas diversas. Não leva açúcar.
Ingredientes
2 maçãs grandes descascadas e picadas
1 xícara de ameixas secas picadas
1 batata doce pequena descascada e picada
1 colher de café de essência de baunilha
Preparo
Em uma panela, cubra com água e leve a batata doce para cozinhar. Quando estiver macia, adicione as maçãs picadas e as ameixas e deixe cozinhando por mais cerca de 3 minutos. Desligue e passe no processador ou liquidificador, com a essência de baunilha. Se estiver muito grosso, adicione um pouco da água do cozimento. Sirva gelado.

QUADRADINHOS DE CHOCOLATE COM FRUTAS E CASTANHAS
Ingredientes
180 grs de chocolate meio amargo vegano
1 xícara de frutas secas e castanhas picadas à escolher (utilizamos castanhas-do-pará, damascos e uvas passas)
1/2 xícara de coco ralado
Preparo
Pique o chocolate e derreta em banho maria. Com ele ainda na panela, misture as frutas e castanhas picadas. Cubra uma forma ou refratário pequeno com papel filme e com o auxílio de uma colher,  despeje e espalhe o chocolate de maneira uniforme. Polvilhe o coco ralado por cima.
Leve para a geladeira até que tenha endurecido. Desenforme, corte em quadradinhos e sirva.

Você pode adicionar diferentes ingredientes, como cerejas em calda picadas, crocantes, flocos de arroz, etc.

AGORA A SURPRESA QUE MENCIONEI!!!
A Analu, além de compartilhar as receitas dos doces da festa, mandou o arquivo do “livrinho de receitas veganas”, que foi a lembrancinha do aniversário, para quem quiser baixar! NÃO É DEMAIS???
Aqui vai o arquivo (no cardápio tem receitas de comidas que foram servidas na festa)! BOM PROVEITO!

biscoio salgadobolo de bananabolo de limaobolo salgadobolococohamburguer de sojahomusmaioneseveganamassa panqueca verdemolhopaodequeijo

Créditos: Eco Festas Infantis